AFFAs - expectativa frustrada
AFFAs - expectativa frustrada

Fontes do Ministério da Agricultura, mais especificamente do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal – DIPOA, que irá recepcionar os 300 Auditores Fiscais Federais Agropecuários – médicos veterinários, haviam confirmado que na semana passada estes servidores seriam convocados para posse visando sanar o enorme déficit de pessoal.

Após uma semana em que o Brasil recebera da Organização Mundial de Saúde Animal - OIE a certificação de “país livre de febre aftosa” a expectativa era que a convocação ocorreria já no retorno, de Paris, do Ministro Blairo Maggi, onde fora receber o certificado durante a 86º sessão da OIE.

Não há uma explicação oficial para a não formalização do ato de convocação dos AFFAs.

Mas antes da chegada do ministro foi deflagrada a paralisação dos caminhoneiros e Maggi foi convocado a compor o “gabinete de crise” devido os grandes prejuízos que poderiam advir ao agronegócio decorrentes da paralisação, e que de fato acabaram por ocorrer.

Com unidades de abate, laticínios e entrepostos de produtos de origem animal paralisados, com a produção sendo perdida nas lavouras (em especial hortifrúti) e sem possibilidade de escoamento, com leite sendo jogado fora nas propriedades e nas estradas, com a morte de aves chegando a milhões, com as exportações e comércio interno de produtos de origem animal e vegetal estagnados, dentre outros prejuízos, é de se entender que não era um momento muito propício para anunciar a contratação de pessoal.

Dentre as medidas tomadas pelo governo se inclui a edição de uma medida provisória que garante o escoamento de 30% do estoque regulador de alimentos da CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento, vinculada ao Ministério da Agricultura, por caminhoneiros autônomos.

SAÚDE E INSPEÇÃO ANIMAL

 

topo